O perigo das fake news
Postado em | Escrito por: Romildo Ribeiro de Almeida
0 Comentário

Não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos.

A palavra fake news é uma expressão inglesa; fake significa falso e news, notícia. Então literalmente quer dizer notícia falsa. As fake news não são fenômenos atuais, elas estiveram presentes no decorrer da história da humanidade e influenciaram guerras, assassinatos, suicídios etc. Na era digital em que as informações são transmitidas em tempo real, elas se espalham exponencialmente, a sua ação é muito perigosa e as consequências podem ser desastrosas em todos os sentidos.

Para citar alguns exemplos, em 2014, no Guarujá interior de São Paulo, uma mulher foi espancada até a morte depois que notícias falsas espalhadas pelas redes sociais a apontavam como sequestradora de crianças para fins de rituais de magia negra. O sarampo, uma doença da qual o Brasil já era considerado livre, voltou a circular depois que notícias falsas de que vacinas matavam crianças, levaram muitos pais a não vacinarem seus filhos. Atualmente a imunização contra o Corona vírus não avança nos Estados Unidos por causa de notícias   falsas sobre vacinas.

Por que se criam fake news? Existem vários motivos e um deles é que rende lucro, pois os autores de manchetes absurdas atraem acesso aos seus sites e ganham rios de dinheiro das plataformas de compartilhamento como Youtube e Facebook. Mas existe também interesse político, pois pode reforçar um pensamento, por meio de mentiras e da disseminação de ódio e assim favorecer algum candidato a cargo público. Programadores especializados atuam criando robôs que disseminam os links e a notícia se espalha rapidamente.

A internet é a maior conquista humana no campo das comunicações, mas ela se torna perigosa quando serve à pessoas mal intencionadas que não têm compromisso nenhum com a verdade. Ampliando a citação bíblica: “Não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos”, temos que estar conscientes e atentos para discernir entre o falso e o verdadeiro. Faça a sua parte compartilhando apenas aquilo que tem certeza que é verdade, procure informações em outros veículos, especialmente nos conhecidos como grande mídia. Escolha o lado em que você quer estar, pois a verdade nem sempre pode te agradar, mas a mentira escraviza e mata.

Entre em contato!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.