Romildo Ribeiro de Almeida - Psicólogo Clínico


Psicólogo Romildo Ribeiro de Almeida

Psicólogo Romildo Ribeiro de Almeida

Romildo Ribeiro de Almeida é psicólogo clínico formado pela Universidade de Guarulhos, pós-graduado em Psicologia Analítica pela Universidade São Francisco, especializado em Hipnose Ericksoniana pelo Instituto Milton Erickson e em Parapsicologia pelo CLAP – Centro Latino Americano de Parapsicologia. Escreve para jornais, revistas e sites sobre Psicologia, Parapsicologia e comportamento humano. Dá atendimento clínico de segunda a sábado em Guarulhos, SP, para jovens, adultos criancas, adolescentes e casais nas abordagens: Cognitiva comportamental, Psicanálise e Hipnoterapia.

?>

Confira outros artigos do blog


Crises de Adolescência

A importância do pai na formação da personalidade da criança 13/05/2013

Toda criança seja ela menina ou menino, tem a necessidade de absorver o caráter masculino normalmente relacionado a agressividade,  aqui colocada como uma função importante no relacionamento do sujeito com o mundo exterior. A agressividade está relacionada com agilidade, persistência, coragem, determinação, ambição etc. qualidades importantes na relação do indivíduo com o meio.  Da onde […]

Psicologia e cidadania

“Eu não gosto de política” 14/05/2013

Quem erra mais: os políticos ou os eleitores? O Título deste artigo reflete a resposta da maioria dos brasileiros quando confrontados com temas que envolvem política partidária ou opinião sobre políticos. Infelizmente a palavra “política” está quase sempre relacionada a ideias negativas como corrupção e malandragem. O que, talvez, a maioria das pessoas não sabe […]

Hipnose

Hipnose na Internet – Como explicar fotos misteriosas? 05/04/2013

Um site da internet que me foi indicado, (não vou dar o endereço  para não propagar o que não presta) trazia uma foto de uma menina que parecia ter sido tirada de um desses filmes de terror. Olhos esbugalhados, expressão cadavérica, vestida de preto, segurando uma boneca na mão. Uma imagem assustadora. Até aí nada […]