Existe vida após a morte? A Parapsicologia tenta explicar
Postado em | Escrito por: Romildo Ribeiro de Almeida
0 Comentário

Dizem que a morte é a única certeza que existe na vida. Todos nós nascemos sabendo, que um dia vamos morrer. Pode ser dentro de alguns dias, de alguns meses ou daqui a algumas décadas. Pode ser de maneira natural ou por acidente. Não importa como, ela sempre chega.

Paradoxalmente, pode-se dizer que a morte é o grande propulsor da própria vida, pois se não fosse a certeza de que um dia vamos morrer, tudo poderia ser adiado. Ninguém se preocuparia em estudar, trabalhar, casar e pagar as contas. Deixaríamos tudo para o infinito e a vida ficaria paralisada.

Quanto ao título desse artigo, é uma pergunta que poderia ser respondida facilmente utilizando argumentos religiosos. Jesus disse: “..No reino de meu pai existem muitas moradas..”  Isso seria suficiente para acreditarmos na vida pós-morte.

Poderíamos, também utilizar argumentos filosóficos e dizer que a vida após a morte está na memória dos seus atos, ou seja, você poderá ser sempre lembrado se deixar, em vida boas obras. Não! Amigo leitor, não precisa construir nenhuma obra faraônica como uma torre ou viaduto para ser lembrado.  Se você for um bom pai, por exemplo, pode viver na memória de seus filhos, se for um bom político pode viver na memória das pessoas da comunidade que ajudou. Se for um escritor pode viver na memória dos seus leitores e assim por diante. Uma pessoa que, em vida, deixou bons exemplos, nunca morrerá na memória do seu povo e continuará sua obra através de seus seguidores.

Mas vamos falar para os mais céticos e usar argumentos científicos. A parapsicologia através de experiências realizadas com rigor científico demonstrou que existe, no homem uma faculdade de conhecimento do futuro que permite a ocorrência de um fenômeno chamado de Premonição ou Precognição. O nome dessa faculdade é Psi-gamma. (Psi = alma, gama = 1ª letra da palavra gnoses que em grego significa conhecimento). Seria uma modalidade de conhecimento vindo direto da alma sem o uso dos sentidos.

Todos temos essa faculdade, embora sua manifestação só acontece em algumas pessoas especialmente dotadas.

Se pensarmos em vários casos em que pessoas tiveram sonhos precognitivos mas morreram antes dos acontecimentos previstos se realizarem, vamos entender que a pessoa não precisa estar presente em vida para que sua previsão aconteça. Parece complicado, mas não é. Suponhamos o seguinte exemplo: Uma pessoa sonha em outubro de 1999 com uma catástrofe que vai ocorrer só em setembro de 2001. Anota todos os detalhes do acidente, mas morre um mês depois de ter tido o sonho. Em setembro de 2001, tudo acontece como fora previsto.

Exemplos como o acima, acontecem aos montes e são documentados nos centros de pesquisa parapsicológicas do mundo todo. Remeto o leitor interessado ao site: http://www.rhine.org/

Isso mostra que a faculdade psigâmica supera os limites físicos de nossa existência, que de alguma forma, já estamos numa relativa eternidade e o mais importante de tudo isso: Saber que mesmo que o nosso corpo pereça, há algo dentro de nós que não morrerá nunca. Que maravilha!

Entre em contato!


Deixe uma resposta